28 de setembro de 2011

Before.



Eu me precipitei....






Quando dei aquele sorriso desenganado,



E desci as escadas correndo



Pra sanar a tua dor



E matar o teu desejo






Me Precipitei...






Quando achei que as palavras perfeitas que você dizia



No meu universo eternizaria



Feito tatoo em minhas curvas.






Eu me precipitei...






Quando quis ter você pra mim



Querendo de um tanto tão grande



Que pudesse me amar por ti.






Me precipitei...






Quando disse que era minha metade



Que sua fama era mais que verdade



Que sua boca me fazia vontade






Eu me precipitei...






Quando achei que te esquecia



E no bar eu preenchia



A dor que tua falta fez.






Me Precipitei...






E hoje vejo que fui tola



Quando sai da tua noite chorando



Jurando esquecer meus apelos.






Eu me precipitei.. e já não posso mais voltar , vivo hoje a procurar teu sorriso que me escondeu.

2 comentários:

Walisson Lopes Barreto disse...

O precipitar-se em precipício da vontade é coisa danada aos corações... Acontece... Mas me diga... ao se precipitar, quando o fizeste, o fizeste de maquiagem?

Nêga!!! disse...

Ever! :D