29 de setembro de 2011

De mal.


Quando você era criança, certamente sua vida era mais simples, seus problemas eram mais leves e seus hormônios mais obedientes. Isso com certeza não te fazia ver como eras feliz.
Crescestes, e do alto de sua tão desejada maturidade não podes sequer perceber o quão feliz ainda és. E sabe porque não?
Porque vestistes a carapuça da pena e do medo, cruzastes a trajetória do acaso e decidistes com vigor que para sempre amaldiçoaria o mundo e suas falhas, desde a mais vã calúnia plantada em teu ser, e para que?
Para te armares em escudos contra o mundo?
Tentar dissuadir a verdade?
Eleger a palavra certa pro futuro?
Não... apenas para controlar O AMOR que sempre toma todos teus ares!

2 comentários:

Tatiana disse...

Sempre maravilhosos né neega..

Walisson Lopes Barreto disse...

Hoje livre sou...