19 de agosto de 2010

Moment.


As vezes me pergunto se não estou sendo otimista demais, se tudo que penso, vejo e realizo com tanta energia não é apenas próprio de mim, se cada vez que eu sorrio e vibro causa espanto a maioria das pessoas que afirma que a vida é mais séria e mais dura que tal contentamento.
As vezes... muito as vezes eu tento ser assim tão séria, não que eu seja alienada, não que eu viva num castelo cor de rosa ou numa ilha, num ninho ensolarado. Fito verdadeiramente todas as vertentes que me são despejadas pelo mundo todos os dias, analiso-as, espanto-me com várias, mas não as rumino, simplesmente não as rumino.
As vezes, poucas vezes tento desistir de meus anseios, ignorar meus desejos, subverter minhas metas, ludibriar meu coração.
As vezes me pego parada sorrindo só, com um sorriso de canto que se espalha entre a arcada e invade meus músculos, dourando meu olhar, e é nesses momentos que percebo que não posso desistir, estatizar, nem mesmo as vezes.

5 comentários:

Carol disse...

As coisas mais lindas que vc escreve*__*

Walisson Lopes Barreto disse...

Um momento pertubador,
Um silêncio que nos faz perder o ar,
Um momento que inside a dor,
Um momento revestido de tentação subliminar...

O que estaria fazendo você questionar o que és?
Que dor seria capaz de roubar o aroma de pleno sabor da vida tua?

Que bom,
no sorriso se revela o imprevisto do Espírito de Amor,
Que socorre aquela que a Ele se
entregou... E impulsiona o que sempre se refaz para o eterno e a verdadeira paz!

Linda luta...
Alegria,
tristeza nunca... deixe isto para os normais...
Tu és louca, ou já esqueceste?

Abraços...

Nêga!!! disse...

Carol: Amiga que bom que continuas a apreciar :D

Walisson: :D Andei mesmo questionando e ponderando, mas sim, rs como tu dizes, me recordo, eu sou louca :D bjokas!

Tati disse...

um dom! voce e um tesouro nega, nao pare nunca!

Nêga!!! disse...

ooo amiga vc q é um anjinhooo!